A Naturopatia é a ciência que estuda e aborda o indivíduo mediante uma abordagem múltipla, ou seja, a partir das diversas práticas integrativas. A terapia tem uma visão ampla dos recursos naturais e analisa o cliente segundo seu estilo de vida, integrando a condição física e psíquica deste. A partir dessa análise, o profissional é capacitado para conscientizar o indivíduo sobre seus hábitos nocivos e guiar para uma melhora geral de sua condição.

“O Naturopata tem consciência de que: Saúde e Ecologia são inseparáveis! Ele indica ao seu paciente os meios naturais e ecológicos para a auto-cura e a prevenção da doença, bem como os meios a pôr em prática para a preservação da saúde a través de uma acção sobre os factores ambientais, de cujo equilíbrio ou degradação dependem a saúde e a própria vida do ser humano, das restantes espécies e do nosso próprio Planeta!” Manuel Dias Branco, N.D., Naturopata-Naturólogo, C.E.C.,OMS-CIRC-INSERM.

A naturopatia, por abraçar uma visão existencial e que os distúrbios podem ser tratados com elementos da natureza, como água (hidroterapia) e raios solares, retorna à natureza como uma forma de retornar às próprias origens. Essa perspectiva voltou a ser difundida na Alemanha no século XIX, em uma resposta aos malefícios causados pela Revolução Industrial. A naturologia envolve muitas terapias, inclusive as que estão inseridas na PICs. Por abranger diversos métodos, muitos cursos de naturopatia estão 

Hoje, a naturopatia integra as PICs do SUS desde a resolução de 2017 e integra espaços de referência, SPAs, clínicas, consultórios, academias. O cliente, conhecido como interagente, opta por acompanhamento do naturólogo e assume uma postura ativa em todo o processo terapêutico, diferente do paciente, que apresenta uma postura mais passiva em relação seus tratamentos.

 Benefícios da Naturopatia

Corpo: anemia, alergias, efeitos da quimioterapia e/ou radioterapia, problemas respiratórios, inflamações

Mente: estresse, depressão

Espiritual: retorno ao que é natural para o organismo