É possível melhorar sua saúde e alcançar o equilíbrio com a Medicina Tradicional Chinesa; descubra como

A Medicina Chinesa (MTC) ou Terapia chinesa é o conjunto de práticas
desenvolvidas na China Antiga é classificada como Medicina Ocidental e é
uma das antigas formas de medicina mais conhecida entre os sistemas da Ásia
(dentre os quais está o Ayurveda). Ela se baseia em um estudo de milhares de
anos que se divide entre teoria dos cinco elementos e da do yin-yang. Além
disso, a prática reconhece leis fundamentais que regem o funcionamento do
organismo dos seres humanos e a interação que esse tem com o ambiente de
acordo com os ciclos da natureza. Dessa maneira, a Medicina Tradicional
Chinesa
usa oito métodos para tratar doenças e promover a manutenção da
sua saúde. Ela faz parte das PICS (Política Nacional de Práticas Integrativas
e Complementares desde 2006).

Bullets

Yin-yang

São a representação dos elementos masculino e feminino, onde o “Yin” é
representado pelo masculino e “Yang” pelo feminino. Já na anatomia ele vai
representar regiões, pontos, órgãos e sistemas do corpo, como o digestivo e
reprodutor, por exemplo.

A partir do diagnóstico da desarmonia do fluxo de energia pelos meridianos do
corpo, um médico ou terapeuta consegue entender a origem de alguma doença
e tratá-la ou prevení-la, diferentemente do que ocorre na medicina ocidental.

Teoria dos cinco elementos

Os elementos Água, Madeira, Fogo, Terra e Metal são as fases ou movimentos
das energias Yin e Yang classificados dentro da Medicina Tradicional Chinesa
(MTC) Juntos, os cinco elementos formam um ciclo dinâmico que representam
as forças naturais.

Eles também definem os estágios de transformação das estações, como as
mudanças no clima, o crescimento e declínio que acontecem na natureza, por
exemplo.

Como a teoria avalia o estado energético e orgânico do indivíduo e como se dá
sua relação entre as partes, é possível reequilibrar de órgãos e emoções do
corpo humano por meio das técnicas da Medicina Tradicional Chinesa.

Assim, buscam aplicar esses conhecimentos nos tratamentos de doenças e
manutenção da saúde por meio dos diversos métodos, incluindo as terapias.
Dentre os tratamentos usados na Medicina Tradicional Chinesa estão:

  • Fitoterapia chinesa – uso de plantas medicinais;
  • Acupuntura – introdução de agulhas metálicas em pontos precisos do corpo
    para tratar diferentes doenças ou provocar efeito anestésico.
  • Dietoterapia – terapia alimentar chinesa;
  • Tai Chi Chuan – sistema de artes marciais que visa desenvolver as
    habilidades da mente e do corpo, como também estimular a energia interna dos
    indivíduos;
  • Auriculoterapia – estimulação de pontos nas orelhas;
  • Moxabustão – técnica terapêutica feita pela combustão da erva Artemisia
    sinensis e Artemisia vulgaris;
  • Ventosaterapia – uso de ventosas para criação de vácuo na pele com objetivo
    de criar maior circulação sanguínea na região.
  • Práticas físicas – como exercícios integrados de respiração e circulação de
    energia e meditação (como o Chi Kung e Massagem Chinesa)

BENEFÍCIOS


Tratamento individualizado: embora o diagnóstico de pacientes com a
mesma patologia seja feito, o tratamento com da Medicina Chinesa terá
individual, levando em consideração os fatores específicos de cada pessoa.

Visão holística: por considerar a os níveis físico, psicológico e emocional, a
Medicina Chinesa vai tratar os efeitos e relações da patologia entre todos
esses fatores na saúde de uma pessoa.

Potência das capacidades: como a Medicina Chinesa foca no estado de
saúde e não doença, ela ensina como o paciente enfermo pode voltar a este
estado ao entender o motivo pelo qual ficou doente. Dessa maneira o indivíduo
passa a saber o que precisa fazer para ficar bem, aumentando, assim, sua
capacidade de autocura.