A filosofia de vida já tem adeptos em todo o mundo que
buscam mais saúde e bem-estar

O Ayurveda, a palavra em sânscrito que significa “ciência da vida”, é uma filosofia médica
de origem indiana. Desenvolvida há milhares de anos, ela acredita que a saúde é um
estado de completude e depende da integração corpo, mente e espírito.  

A Terapia Ayurveda conta com os recursos naturais para desenvolver um sistema único de
cuidado, como utilização de óleos vegetais, plantas medicinais, dietas com alimentos da
estação, atividade física moderada, rotina diária saudável com prática de Yoga e
meditação.  

Para o Ayurveda, o universo é composto por Espaço ou éter (Akasha), Ar (Vayu), Fogo
(Agni), Água (Jala ou Ap) e Terra (Prithvi). Estes 5 Elementos se expressam na nossa
fisiologia através dos 3 Doshas (humores): Espaço e Ar formam Vata, Fogo e Água geram
Pitta e Água e Terra constroem Kapha. As qualidades dos 3 Doshas relacionam-se com as
características destes Elementos. Os doshas são as expressões fisiológicas dos 5
elementos quando existe equilíbrio, porém quando ocorre uma desarmonia tornam-se suas
expressões patológicas. 

Por meio da dieta ayurvédica é possível equilibrar os doshas, uma vez que nesta ciência
acredita-se que o alimento, suas associações e preparações influencia diretamente no
funcionamento do corpo e mentes humanas.  


História
No ayurveda uma pessoa com saúde é aquela que tem os humores (doshas) em
equilíbrio, os tecidos corporais (dhatus) com nutrição adequada, além de as excreções
(malas) eliminadas da forma correta. Assim, o indivíduo será capaz de apresentar alegria e satisfação na mente e espírito.
 
O sistema médico indiano foi criado há aproximadamente cinco mil anos tornando-se um
dos mais antigos do mundo. Nele, há assimilação de valores de outras culturas como o
budismo. Foi nessa junção de saberes que os tratados médicos de Caraka Samhita e
Sushruta Samhita nasceram (publicados entre os séculos 2 a.C. e 2 d.C.) e cujos
conhecimentos de fitoterapia, anatomia, fisiologia e cirurgia estão descritos, formando,
assim, a base do sistema Ayurveda.

Dada a sua importância e potencial curativo, a Ayurveda foi reconhecida pela Organização
Mundial de Saúde (OMS) em 2004 e, desde então, a agência busca propagar o sistema de
saúde e regulamentar a prática médica e terapêutica.
 
No Brasil, a Ayurveda surge na década de 80 e 90 e em 2018 passou a fazer parte das
Política Nacional de Práticas Integrativas pelos Sistema único de Saúde (SUS).
Atualmente é possível receber tratamento pelo sistema.
 
“A medicina ocidental, com sua abordagem reducionista, concentra-se na doença e
esquece do ser humano que apresenta aquela patologia. Para o Ayurveda o individuo é
mais importante que a doença. Os desequilíbrios físicos e emocionais são a raiz do
adoecimento e através das terapias naturais ayurvedicas podemos restaurar a harmonia
psicofísica perdida” Dr. Aderson Moreira Da Rocha, presidente da Associação Brasileira de
Ayurveda
 
Benefícios:
 
⦁         Através da massagem ayurvédica a energia do 1º ao 7º chakra é ativada,
fortalecendo, assim, os órgãos a ele correspondentes. Isso traz saúde, leveza, bem-estar e
paz, além de equilíbrio
 
⦁         Por meio do “Panchakama” – processo de se livrar de alimentos e toxinas que
interferem em uma função corporal eficiente – é possível fazer com que o corpo volte a
funcionar adequadamente, removendo as toxinas que possam estar impedindo isto de
acontecer.
 
⦁         De acordo com o University of Maryland Medical Center, os medicamentos
ayurvédicos podem ajudar no tratamento de doenças inflamatórias, hormonais, digestivas
e auto-imunes.